Jota Erre

Jota-Erre

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Um amigo da Califórnia contatou-me há um tempo, pedindo para ouvir a faixa de um álbum que havia participado, tocando baixo. Lembro que este foi o exato momento do meu contato com Jota Erre e Por Extenso, álbum este que lançamos hoje com exclusividade na musicoteca.

Por Extenso é um disco urbano e não poderia ser diferente. Jota Erre, que é de Pernambuco (ai, esse Pernambuco que me encanta!!!) e radicado em São Paulo, é um artista representativamente metropolitano, tendo a cidade como pano de fundo, sem coqueiros e barquinhos para apreciar. Assuntos como amor, sexo, tempo e vida corrida na cidade fazem parte da sua obra musical. Contando com o compositor Jessé Santo nesta caminhada (na realidade, um casamento que deu certo: parceiros e amigos). “O tempo se encarregou/ A pele ja nao é a mesma/ A célula se curvou/ O relógio não se oxidou/ A memória ainda está acesa/ A pílula segura a brincadeira“.

Artista em meio caos, Jota canta reflexões sobre felicidade, dramas diários e desejos de dias melhores, fazendo o bom ouvinte confundir sua vida com a do próprio artista. “Na passagem me vou semeando o amor, diminuindo a dor seja lá de quem for“. Sim, este é o grande objetivo na vida de um compositor, penso eu: Diminuir a dor de quem o ouve, de quem aprecia suas canções. Jota Erre faz isso, e com maestria.

Produzido e arranjado pelos próprios Jota Erre e Jessé Santo, Por Extenso ganha um charme a mais na faixa For U, onde Jota nos seduz, definitivamente, ao lado de Dandara Modesto. “Eu vou dar o que falar, tu vai ter que penar pra me ver passar, e pensar em me ter nao sei se vai ser bom for u“. Música gostosa de ouvir, com uma certa bossa, mas com uma mensagem/indireta bem séria… “Não sou mais eu, aquele que te chama de amor morreu, aquele que tu chama de desejo teu, aquele que tu clama…” Sério isso.

Deixo então, como registro, uma parte da música que escuto enquanto finalizo esta postagem, esperando que você também tenha um encontro sincero com Por Extenso, e baixando um dos melhores álbuns que escutamos este ano na musicoteca: “O segredo da felicidade é escolher a comédia, esquecer o drama, sem pensar na trama”.

Saiba mais:
Site do Jota Erre
Facebook do Jota Erre
YouTube do Jota Erre
SoundCloud do Jota Erre
twitter do @Jottaerre

Por Extenso – 2012
Por-Extenso
1. Bem Assim
2. Contratempo
3. Bem No Tom
4. Cicatriz
5. Passagem
6. Olhos Negros
7. Socorro
8. For U
9. Sinopse
10. Guerra De Espera
11. Neguinha Guria
12. Minhaeiro
13. Tem Samba

http://www.amusicoteca.com.br/wp-content/plugins/downloads-manager/img/icons/default.png Download: Jota Erre - Por Extenso - 2012
Adicionado: 22/08/2014
Baixado: 2151 vezes
Aviso: Todas as obras disponibilizadas e distribuidas neste site são gratuitas e autorizadas por seus autores.

Phill Veras

Phill-Veras-Carpete-Fernanda-Cuenca

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Nas texturas do Maranhão…
Depois de experimentar suas composições entre valsas, vapores e gavetas, Phill Veras chega em sua trilogia cheio de sons e texturas formando um Carpete de tramas orgânicas preenchidas de poesia. Em seu terceiro álbum solo, o jovem maranhense desperta-se para novos timbres e formas de guiar suas letras. Com uma pesquisa partindo dos vários tambores e percursões de São Luis, Phill se reconecta ao seu local sem deixar de ser universal em suas intenções. Dentro de seu universo de estórias e verdades, sua concepção de unidade reuni fios delicados e tensos formando uma envolvente trama que estampa seu Carpete.

Carpete começa na canção de seu álbum anterior. “Bela”, música que finaliza o disco “Gaveta” de 2013 já apontava um recomeço ou uma nova forma de continuar. As camadas de timbres que parecem eletrônicos geram uma ilusão de sobreposições de vozes orgânicas e mais de uma ambiência dentro do mesmo enredo, algo que acontece de forma maximizada neste novo trabalho. O disco abre sua seleção com uma linda comemoração de tambores, um tom bastante característico na cultura popular das tradições maranhenses. Em seu percurso de aplicações de instrumentos orgânicos o centro do Carpete recebe sua mais delicada e reforçada trama de sutilezas e espaços, deixando para o seu fim as possíveis e variais sonoridades resultantes que podem dar acabamento às suas linhas bordadas até então. Com um pouco mais de sensibilidade e ousadia, Phill já nos presenteia com seu mar de possibilidades para sua longa trajetória na música.

Há também fibras de puro ouro neste novelo de referências. A produção musical é assinada por Adnon Soares, uma figura representativa na atual cena maranhense que assina outras grandes revelações locais nas mais variáveis vertentes musicais, muitas delas lançadas aqui mesmo na musicoteca além do próprio Phill, também: Soulvenir e Hermes. Para ilustrar a arte gráfica física e digital do álbum, o autor também convidou seu amigo e artista plástico, Lucas Maciel, que foi responsável pela personificação da obra. Para completar o time de maranhenses trazidos por Phill Veras, as fotografias de capa e de divulgação são assinadas por Fernanda Cuenca. E a arte gráfica é minha (rs), também a convite!

Carpete é uma síntese de diferentes sons, timbres, pessoas e amores que podem formar a vida de qualquer um de nós. Uma comemoração ao diverso, ao próximo passo, ao reconstruir, ao continuar. Uma verdade que convence pela poética modernista e o descompromisso com o não experimentado. Um recorte do norte sobre um mapa maior chamado de música brasileira.

Este é um leque de lugares musicais para contarmos nossas sensações, sejam elas parecidas ou diferentes, o importante é nos encontramos para festejarmos novas possibilidades. JUNTOS!

Com vocês: Carpete.

Saiba mais:
Facebook do Phill Veras
twitter do @PhillVeras
SoundCloud do Phill Veras
Youtube do Phill Veras
Instagram do @PhillVeras

Carpete – 2014
Carpete-Phill-Veras
1. Sorriso ao sono
2. Falsa canção sã
3. Eu sim
4. Taquicardia
5. Meu vão
6. Cala
7. Canto
8. Fundo

http://www.amusicoteca.com.br/wp-content/plugins/downloads-manager/img/icons/default.png Download: Phill Veras - Carpete - 2014
Adicionado: 20/08/2014
Baixado: 8935 vezes
Aviso: Todas as obras disponibilizadas e distribuidas neste site são gratuitas e autorizadas por seus autores.

Single exclusivo musicoteca – Taquicardia – 2014
Capa-Taquicardia
1. Taquicardia

http://www.amusicoteca.com.br/wp-content/plugins/downloads-manager/img/icons/default.png Download: Sigle Exclusivo musicoteca - Phill Veras - Taquicardia
Adicionado: 14/08/2014
Baixado: 3855 vezes
Aviso: Todas as obras disponibilizadas e distribuidas neste site são gratuitas e autorizadas por seus autores.

Já Vou Tarde – Single exclusivo musicoteca – 2013
Ja Vou Tarde - Phill Veras

http://www.amusicoteca.com.br/wp-content/plugins/downloads-manager/img/icons/default.png Download: Single especial Phill Veras - Já Vou Tarde - 2013
Adicionado: 26/01/2013
Baixado: 5826 vezes
Aviso: Todas as obras disponibilizadas e distribuidas neste site são gratuitas e autorizadas por seus autores.

Valsa e Vapor – 2012

1. Dia Dois
2. Como Nos Meus Sonhos
3. Vício
4. Valsa e Vapor
5. Acabou de Acabar

http://www.amusicoteca.com.br/wp-content/plugins/downloads-manager/img/icons/default.png Download: Phill Veras - Valsa e Vapor - 2012
Adicionado: 15/11/2012
Baixado: 34633 vezes
Aviso: Todas as obras disponibilizadas e distribuidas neste site são gratuitas e autorizadas por seus autores.

João Capdeville

Joao-Capdeville

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Um novo Rio…
O menino que timidamente entrou em contato com a musicoteca e conseguiu me prender no primeiro play só está em seu primeiro disco. Pausa é uma compilação autoral extremamente sensível e densa, daquelas que nos prende pela melancólica melodia do que podemos descrever em um universo de palavras simples, uma tradução de sensações autênticas que eu não permite a banalização dos Hermanos em sua concepção. Na travessia dos timbres e das referências para a nova música, João Capdeville mostra a que veio. Um carrossel em preto e branco cheio de silêncio e movimento.

Na contramão da ostentação juvenil e suas milhares de referências, Pausa é pausa, uma forma de dar o play para conseguir um momento de paz e reflexão sobre o prazer da música para acalantar as memórias, desfazer do que não serve mais ao toque sutil de metais e batidas graves com vozes ao vento. Nada piegas para comparar nem preencher, a causa é projetar dimensões possíveis, limpar os ares e respirar algo limpo.

Delicado e tocante o momento de Pausa aplicado aos nossos ouvidos pelas canções de um novo João.

Ficha técnica de Pausa:
Composições: João Capdeville
Voz: João Capdeville
Violão: João Capdeville
Violão Sete Cordas: Jorge Sant’anna
Baixo: Diogo Strausz
Teclado: Diogo Strausz
Trompete: José Arimatéa
Bateria: Patrick Laplan
Coros: Ledjane Motta e Maria Pia
Produzido e mixado por Diogo Strausz
Masterização: Andreas Schoenrock
Arte gráfica do disco: Paula Orro
Fotos: Paula Orro

Saiba mais:
Site do João Capdeville
Facebook do João Capdeville
SoundCloud do João Capdeville

Pausa – 2014
Pausa-Joao-Capdeville
1. Lembra?
2. Da Razão
3. O Mundo Vai Girar
4. Sua Vitória
5. Pausa

http://www.amusicoteca.com.br/wp-content/plugins/downloads-manager/img/icons/default.png Download: João Capdeville - Pausa - 2014
Adicionado: 11/08/2014
Baixado: 2250 vezes
Aviso: Todas as obras disponibilizadas e distribuidas neste site são gratuitas e autorizadas por seus autores.

Coletânea da Produça por Estrela Ruiz Leminski

Coletanea-Produca-Estrela

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

(Texto de Estrela Ruiz Leminski)

Coletânea da Produça – Sobre canção e auto-produção.
Essa é a coletânea que eu sempre quis fazer aqui na musicoteca.

Para um artista que já expressa as suas questões e transforma em uma mistura de estribilho, melodia e riffs, como não falar das questões inerentes de sua profissão?

As canções escolhidas passeiam sobre questões como o cantar, sobre a canção o papel do artista, lei de incentivo, sobre dizer a que veio. Enfim, essas coisas que pensamos. Poderia ter aqui também “um dia útil” (Maurício Pereira), Jabaculê (Dona Zica/ Mathilda Kovak), “O retrato do artista quando pede” (Kiko Dinucci) e até “Quirera” parceria com o muso aí da foto.

Vários gêneros musicais presentes, vários compositore/auto-produtores, numa seleção de três anos da musicoteca e ainda com preocupação de pensar em várias regiões do país. Mas quem faz é assim mesmo, tem a gaúcha que mora em sampa, o mineiro que mora no Rio e o carioca que mora em Curitiba.

Uma coletânea pra ouvir escrevendo aquele edital, pra pensar naquele cenário, pra pensar no próximo trabalho, pra colocar o TCC nas normas da ABNT.

Capa e ilustração por Estrela Ruiz Leminski;
Modelo: Téo Ruiz
Foto: Web Mota

Saiba mais sobre a Estrela Ruiz Leminski:
Site do Música de Ruiz
Facebook do Música de Ruiz
Youtube do Música de Ruiz
twitter da Estrela @RuizLeminski

Coletânea da Produça por Estrela Ruiz Leminski – 2014
Capa-Coletanea-Produca
1. Arteiro – (Felixbravo)
2. E eu – (Gisele de Santi)
3. O Hermeto e o Gullar – (Validuaté e Lirinha)
4. Estrela Decadente – (Thiago Pethit)
5. Cada Voz – (Juliana Perdigão)
6. Toda Surdez Sera Castigada – (Ylana)
7. Que Nem a Gente – (Caê Rolfsen)
8. As Silabas – A Letra – (Kristoff Silva)
9. Canções velhas para embrulhar peixes – (Peri Pane)
10. Dig Dom – (Rhaissa Bittar)
11. Homem que virou música – (Aláfia)
12. Porquê da Voz – (César Lacerda)
13. Ciranda do Incentivo – (Nana Rizinni)
14. Por Um Punhado De Palavras – (Lurdez Da Luz)
15. Tô – (Matheus Von Krüger)

http://www.amusicoteca.com.br/wp-content/plugins/downloads-manager/img/icons/default.png Download: Coletânea da Produça por Estrela Ruiz Leminski – 2014
Adicionado: 08/08/2014
Baixado: 2293 vezes
Aviso: Todas as obras disponibilizadas e distribuidas neste site são gratuitas e autorizadas por seus autores.