CAIM

Caim-musicoteca

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Em 2014 muitos discos foram severamente negligenciados. Este é um deles.
O duo baiano de Vitória da Conquista, CAIM, ultrapassaram as formas de ouvir e acabaram chegando naturalmente aos corações de poucos e bons pesquisadores da boa música brasileira. Só existe uma condição para entender a importância deste disco aqui na musicoteca apenas agora: a busca pela introspecção do renascimento da canção como célula inicial da música brasileira. Recebi e ouvi esse belo disco algumas vezes após o seu lançamento do último mês de outubro e demorei um pouco para riscar aqui minha verdadeira sensação de contemplação da obra.

CAIM tem como princípio o elo entre os artistas Achiles Neto e Marcus Marinho, que se conheceram na faculdade estadual de direito da Bahia. Desde 2009 o embrião artístico foi bem alimentado e certamente regado com boas referencias de seus intercâmbios culturais vividos pelos grandes festivais de musica autoral pelo Brasil, onde encontraram boas críticas e a multiplicidade regional e sonora aplicada na variável cadência do álbum Ciência, Arte, Ideologia e Música. Em meio ao exagero urbano que inundou a internet no segundo semestre de 2014, apagamos a luz natural dessa belíssima obra. Precisei me reequilibrar para encontrar de onde vinha a força estranha que me tomava a cada audição do disco, ainda não possível descrever até este momento.

A natureza escondida em CAIM presta-se ao invisível mundo real que estamos habitados. A atual virtualidade das emoções desviam nossas experiências com a arte em sua totalidade sensorial. Ouvir CAIM no computador apagava-se as camadas reais da poética que fazia conexão com a origem de suas composições realizadas no plano visual da natureza, das temperaturas das emoções, da indignação social e dos climas vocais. Precisei que meu shuffle jogasse essas belezas exatamente quando estava em minhas viagens pela vida, sob o sol, sob a chuva, caminhando para minhas alegrias, minhas dores e desilusões. No meu campo de visão apenas o concretismo que parecia virar ficção e o disco assumindo responsavelmente a realidade da situação. Há alguns meses a obra de CAIM vem me fazendo bem, me trazendo para o lado bom da arte e dando um novo norte para meus ouvidos.

A demora é um processo rápido, a pressa sim é um processo lento. Ainda falta a parte “ciência” para decifrar dentro da unidade desta seleção de composições firmes e realmente prestativas ao coração dos ouvidos. 2014 foi um ano pequeno para um trabalho tão singelo e tocante quanto esse. Que ele permaneça não apenas para sempre, mas em gradual para nosso roteiro de visitas à bons discos daqui para frente.

CAIM é Marcus Marinho: violão, Achiles Neto: voz, Tiago Menezes: baixo, Tarcísio Santos: guitarra e Júnior Andrade: bateria.

Saiba mais:
Site do CAIM
Facebook do CAIM
Youtube do CAIM
Instagram do @CAIM_br

Ciência, Arte, Ideologia e Música – 2014
Caim-ciencia-capa
1. Quem Ama
2. Dei Conta
3. João do BNH
4. Cocoa
5. Disfarce
6. Vestido de Caim
7. Agonília
8. Amoral
9. Pistas de Dodô
10. O Quartinho
11. Coisa de Mandinga
12. Nova Canção Brasileira

http://www.amusicoteca.com.br/wp-content/plugins/downloads-manager/img/icons/default.png Download: CAIM - Ciência, Arte, Ideologia e Música – 2014
Adicionado: 22/02/2015
Baixado: 2518 vezes
Aviso: Todas as obras disponibilizadas e distribuidas neste site são gratuitas e autorizadas por seus autores.

Isadora Melo

Isadora-Melo-musicoteca

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

O pássaro pernambucano!
Em meio aos grandes encontros e descobertas de 2014, uma delas é muito especial e de delicada atenção para mim. Assim como um passarinho que procura o silencio para cantar, foi suave som do pouso da jovem de 24 anos, Isadora Melo em meus ouvidos. No fluxo das ondas cibernéticas, o grande amigo e talentoso Zé Manoel me cantou a letra, e lá foi eu rasteiro a ouvir a doce voz do pássaro Isa.

Protagonista da voz que acompanha outros respeitados artistas – Zé Manoel e Juliano Holanda – que por uma inevitável e gloriosa oportunidade deram o apoio e botaram suas mãos e dons neste primeiro disco de estreia da bela moça. Isadora é ainda designer gráfico e ex-integrante da banda Arabiando, onde praticou o amor e a força de sua elogiada apropriação de interprete que ganha cada vez mais força na boca e ouvido dos pesquisadores mais exigentes dessa nova colheita de excelentes artistas brasileiros.

Este seu primeiro disco (ep) começou com um show que Isadora montou para um apresentação na abertura da exposição Epecuén – Retratos de uma ambição no ano passado, no mesmo prédio que trabalha como designer gráfico – Edifício Pernambuco. A apresentação rendeu boas energias e a semente brotou bem rápido no coração de seu público. As gravações vieram logo em seguida, a escolha de seu repertório que já tem raízes e histórias com seus parceiros e músicos Juliano Holanda (composição e violão), Areia (composição e baixo), Rafael Marques (bandolim), Julio Cesar (acordeon), Zé Manoel (composição), com arte gráfica assinada por Isabella Alves direção musical por Areia e André Oliveira.

O álbum é composto de boa matéria prima e muitas possibilidades para formas e sensações. A melodia do canto de Isadora é arrebatador aos ouvidos mais apurados e nos alimenta de sensações a cada segundo de sua toada que atravessa os instrumentos. Harmoniosa, a moça sabe o que faz e onde quer acertar. Em sua mala de certezas consigo visualizar propósito na escolha de repertório e qualidade nas companhias que a cercam por onde passa e com quem compartilha os palcos. Nada por acaso.

Para quem procura: Isadora é para ontem.
Para quem espera: Isadora é para hoje.

Saiba mais:
Facebook de Isadora Melo
SoundCloud de Isadora Melo
Instagram da @CadeIsadora

Isadora Melo – 2014
Isadora-Melo-Capa
1. A joia (de Juliano Holanda)
2. Cinema Nacional (de Zé Manoel e Juliano Holanda)
3. Partilha (de Areia e Juliano Holanda)

http://www.amusicoteca.com.br/wp-content/plugins/downloads-manager/img/icons/default.png Download: Isadora Melo - Isadora Melo - 2014
Adicionado: 07/02/2015
Baixado: 2546 vezes
Aviso: Todas as obras disponibilizadas e distribuidas neste site são gratuitas e autorizadas por seus autores.

JoeyNovel

galego-musicoteca

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Do meu coração
Para vocês.

Caro leitor,
Passei um tempo sem escrever nesse ambiente que nos alimenta e lava nossas almas com a música – a esposa do homem que domina todos os sentimentos: o amor. Estava precisando respirar outros elementos, mas sempre com ouvidos e olhos por aqui. Foi nessa pausa que a famosa frase “sem a música, a vida seria um erro”, de Friedrich Nietzsche, fez todo sentido. Não me desliguei 100% da música. Digamos que foram 40% – que é uma porcentagem bem elevada.

Durante essa navegada por outros rios, conheci Joey Novel. Um menino tímido, de um coração puro, que escreve poemas como se estivesse caminhando (a cada passo, uma prosa) e realiza um trabalho musical lindo. Quando tive a oportunidade de ouvir a faixa “Salto Alto” do seu novo álbum, intitulado Desconstrução, meus olhos se encheram de lágrimas. Senti o grito dele na letra da canção com seus acordes leves. Não perdi tempo e fui procurar falar com o próprio. Entre trocas de palavras, emoticons e áudios, ele me disse: “vou te visitar e te contar olho a olho toda história desse meu novo e primeiro trabalho musical”. Ao ler essa mensagem, fui ao céu e voltei três vezes. Ter a honra de conversar pessoalmente com o autor de uma obra que você admira (seja ela de qual segmento for) é mais que um privilégio. Foram 48 horas de muitos compartilhamentos. Risadas e choros. Carinhos e afetos. Depois desses dois dias pude entender todo o grito dele que ouvia na canção “Salto Alto”. Tudo fazia sentido.

E fez tanto sentido que não deu em outra: ele é pernambucano e bebe da água do rio São Francisco, em Petrolina. A mesma do cantor e compositor Zé Manoel. Meu coração dizia que ele tinha uma veia em Pernambuco. Com apenas 21 anos, poeta, escritor, cantor, compositor e filósofo barato, Joey veio afirmar que a música não tem uma construção. Não segue parâmetros. Ela é uma verdadeira desconstrução de tudo que construímos.

Desconstrução são os gritos poéticos de Joey musicados com acordes suaves. É como se estivéssemos percorrendo um caminho fechado dentro de uma mata, onde no inicio da caminhada só escutássemos as batidas do coração. Aos poucos, o barulho da mata (que seriam as faixas do disco) invadia nossos corpos e nos encorajava para externar o que sempre ficou preso entre nós. Joey exala, nas músicas, força para soltarmos o que nos prende. Desata o nó que estava preso na garganta e chama a liberdade para tomar conta do nosso corpo – o mais interessante é que ele faz tudo isso no seu disco sem pretensão. Mal sabe ele o tamanho da energia que ele transmite nesse novo álbum.

Uma obra para nos sentirmos livres, assim como Joey Novel – o pássaro que nasceu em Serra Talhada, sertão pernambucano, e reside nas águas claras do Velho Chico, em Petrolina. Recomendo ouvir o disco em qualquer lugar, pois a sensação de voar será a mesma.

E assim finalizo minha carta para vocês, caros leitores, com o disco inteirinho logo abaixo.
Um cheiro e boa audição.

Ficha Técnica do Álbum Desconstrução, 2014
JOEY NOVEL – Voz, guitarra e percussão
ARINE FERREIRA – Acordeon, piano, cello e violino
MALLINJOD – Piano
DALSI – Violão e guitarra
Produzido por Joey Novel
Mixagem e Masterizado: Arine Ferreira
Gravado no estúdio Start
Fotos: Swã Medeiros

Saiba mais:
Facebook do JoeyNovel
SoundCloud do JoeyNovel
Instagram do @JoeyNovel

Desconstrução – 2014
Desconstrucao-JoeyNovel
1. Nocturne II (canção do silêncio)
2. Jaz Num Sonho Febril
3. Salto Alto
4. Sem Asas
5. Exilados
6. Inteireza
7. Nocturne IV
8. Lembrete Que Terminei Depois

http://www.amusicoteca.com.br/wp-content/plugins/downloads-manager/img/icons/default.png Download: JoeyNovel - Desconstrução - 2014
Adicionado: 05/02/2015
Baixado: 8031 vezes
Aviso: Todas as obras disponibilizadas e distribuidas neste site são gratuitas e autorizadas por seus autores.

Galego

galego-musicoteca

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Conheci meu amigo Thiago Galego na casa de um outro grande amigo, poeta e compositor incrível, Paulo César de Carvalho em São Paulo. Em uma das clássicas “raves do violão” dias a dentro… cigarros, violões, livros, cervejas, discos e vinhos, as composições de Galego chamaram a atenção por sua poética atual e de fácil identificação devido o viés da verdade dos fatos aplicados em sua estrutura. Além de um grande cantor, músico e compositor, outro grande prestigio deste jovem artista vindo da cidade de Osasco, é sua ligação nas composições de parceria com o mestre Paulo César Carvalho que também assina grande parte de sua seleção apresentada em seu primeiro disco Transeatlântico. Um acerto, que ao meu ver, só comprova sua relevância no contexto da qualidade daqueles que validam seu talento.

Nas linhas do “Pop Responsável”, Galego larga as tradicionais firulas fáceis e preenche de verdade e possibilidades seu mar de prazer pela Música Possível Brasileira. Em muitos de nossos encontros pelas casas e ruas de São Paulo, passávamos horas falando sobre o processo do Transeatlântico e sua concepção de unidade, que no final me surpreendeu, a evolução daqueles esboços de capa criados por ele mesmo foi evoluindo com a produção musical. No final o que prevaleceu foi sua multiplicidade de energia e união que trouxe mais e mais parceiros de primeira linha para a entrega máxima da qualidade. Desde as participações de talentos como Curumin, Rodrigo Campos e Rafael Castro, sua cartada é assinada com produção musical em conjunto aos brilhantes Cris Scabello e Mauricio Fleury do Bexiga 70. Ainda com produção especial na faixa Por Um Fio por Gustavo Lenza e Zé Nigro. Só isso!

E para começar um 2015 apontando para o lado do bem, do bom e do transe: Galego!
Não só pela amorosa voz, ou pelo requinte de seus parceiros ou de sua sensibilidade criativa, vale apostar na responsabilidade do novo, do original e principalmente da verdade do que é aplicado como matéria prima da arte. Neste caso: a verdade, o amor, o trabalho. Ouça, curta, compartilhe!

Saiba mais:
Site do Galego (Baixe lá também, Xuxu!)
Facebook do Galego
Soundclound do Galego
YouTube do Galego
Deezer do Galego

Ficha técnica de Transeatlântico:
Produzido por Cris Scabello, Mauricio Fleury e Galego
Gravado no estúdio Traquitana
Mixado por César Pierri no estúdio FlapC4
Masterizado por Felipe Tichauer no REDTRAXX
Projeto gráfico: Galego
Foto da capa: Max Wanger

Transeatlântico – 2014
Galego-Transeatlantico
1. Vô Nessa (Galego / Paulo César de Carvalho)
2. Abre Teu Coração (Galego / João Sobral)
3. Nau Frágil (Galego / Paulo César de Carvalho)
4. Seu Par (Galego / Paulo César de Carvalho)
5. Samba Russo (Galego)
6. Por Um Fio (Galego)
7. Chuva De Verão (Galego)
8. Desvairado Coração (Galego / Paulo César de Carvalho)
9. Vou Vagar Meu Coração (Galego / Paulo César de Carvalho)
10. Ou Muda Ou Mudo (Galego / Paulo César de Carvalho)
11. Fim De Linha (Galego / Paulo César de Carvalho)

http://www.amusicoteca.com.br/wp-content/plugins/downloads-manager/img/icons/default.png Download: Galego - Transeatlântico - 2014
Adicionado: 03/02/2015
Baixado: 2614 vezes
Aviso: Todas as obras disponibilizadas e distribuidas neste site são gratuitas e autorizadas por seus autores.